in

A polícia supostamente obtém evidências de que integrantes do X1 tiveram vantagens por votos fraudados para colocá-los entre os 11 melhores

No início de 1º de outubro, foi revelado que a polícia iniciou uma série de procedimentos de busca e apreensão em empresas de entretenimento como MBK Entertainment, Woollim Entertainment, Starship Entertainment e outras – as agências dos integrantes do X1 atualmente.

De acordo com o ‘CBS No Cut News’, a unidade de crimes cibernéticos do Departamento de Polícia do Distrito de Seul obteve evidências para concluir que entre os 11 integrantes do X1, cerca de 2 a 3 votos finais foram fraudados.

O relatório afirmava que, originalmente, os votos desses integrantes os colocariam abaixo dos 11 primeiros, eliminando-os do X1; até que seus votos foram alterados para atender aos critérios necessários.

Além disso, o ‘CBS No Cut News’ relatou que a polícia intimou vários funcionários do ‘Produce X 101’, incluindo o produtor do programa por acusações de interferência. Espera-se que a polícia realize investigações para determinar se houve ou não transações financeiras entre a Mnet e as agências em questão, em relação à manipulação de votos.

Quer saber mais sobre o mundo do kpop e cultura coreana? Siga nossas redes sociais e fique por dentro das últimas notícias: InstagramFacebookTwitter e Spotify.
Avatar

Written by Priscylla Piucco

Comments

Comente

Loading…

0

‘FILA Korea’ confirma que BTS promoverá como novos modelos da marca a partir de 2020

ATEEZ divulga o teaser do Yeosang