in ,

Análise: WOODZ (조승연) – 파랗게 (Love Me Harder)

Heyo! Voltamos às nossas análises! Hoje vamos de Love Me Harder, do WOODZ.
Woodz é o stage name solo do Cho Seung Youn, soa conhecido? Sim, é o Seung Youn que participou Produce X 101 e chegou a debutar com o nosso infelizmente falecido X1. Seung Youn também faz parte do UNIQ, mas aqui no Brasil ficou mais conhecido como Luizinho, já que Seung Youn chegou a ser um jogador na base do Corinthians há uns anos. Ah, nada como um idol que arrisca duas palavras em português, não é mesmo?
Love Me Harder é a faixa título mais recente, lançada no dia 26 de junho de 2020, e faz parte do mini álbum Equal. Com clima bem animado e assobios que ficam para sempre na sua cabeça, a música foi escrita e composta por nosso Luizinho ao lado de POPTIME e 네이슨 (NATHAN).
A música fala sobre um amor ‘azul’, já que esta é a tradução do nome em coreano, 파랗게. Embora seja um assunto complicado de se interpretar, já que o significado das cores pode mudar dependendo da região, o azul para nós costuma significar algo triste, melancólico, e em alguns casos, tranquilidade. A música nos dá a impressão de uma pessoa cansada de seu relacionamento, que por mais que sinta amor, é algo meio desanimado. Enquanto outros amam em vermelho, esta pessoa ama azul.
Até podemos entrar em discussão sobre o que a letra quer nos passar, mas deixemos isso para mais tarde. Vamos de MV?
O MV começa nos apresentando o primeiro personagem, badboy de pirulito na boca e isqueiro na mão indo em direção ao carro. Para ser menos confuso, vamos chamá-lo de WOODZ.

1
Em seguida, nosso segundo personagem brigando com a namorada? Que também para facilitar, será Luizinho.

2
Luizinho, após ser confrontado pelo WOODZ, que subiu no capô de seu carro, sai e se depara com a cena de um crime.

3
Parece sem conexão, o MV todo é meio confuso, mas se me permitem dar um spoiler: tem uma grande pegada de Clube da Luta. Embora a regra seja não falar sobre o Clube da Luta, não tem como não notar uma referência. Caso você não conheça o filme ou o livro, é uma boa hora para fazê-lo, trata-se de uma obra bem interessante.
Em seguida, os vemos em lados opostos de uma rua, se olhando enquanto esperam o sinal abrir, mas assim que ele abre, WOODZ desaparece. Parece que o MV quer nos indicar que um é contra o outro, mas, ao mesmo tempo, é a mesma coisa do meme: “já percebeu que nunca foram vistos no mesmo lugar?”
Outra questão interessante é o estilo da roupa dos dois. Um está com roupas mais claras e “comuns”, o que remete a uma pessoa mais pacífica, que não causaria muitos problemas.

4
Temos a sensação contrária com o outro, de roupas escuras e trabalhado no problema.

5
O que pode nos levar a pensar que realmente são só dois personagens diferentes, dois opostos sem nenhuma ligação um com outro.
Algumas cenas mais para frente trás a realidade da história do MV. Após o personagem enfiar a cabeça em uma pia cheia de água, a imagem que ele vê no espelho é conflitante, já que ambos se encontram na mesma pessoa.


Mesmo assim, o MV continua com Luizinho sem entender quem seria o WOODZ, ou talvez apenas o reprimindo. Ele então entra numa sala, onde tem dinheiro sendo contado. Alguém andou falsificando por aqui, não é mesmo?

8
E, após reencontrar sua cópia do mal, Luizinho volta para o começo do dia. Pode ser uma referência de outro filme, O Feitiço do Tempo, no qual o personagem fica preso em um loop temporal. Luizinho então entra em conflito com seu outro eu, mas logo percebe que não vale a pena lutar contra si mesmo.

gif
O dinheiro na verdade foi falsificado por ele mesmo, que juntou tudo e estava tentando fugir.

9
E seus planos foram interrompidos pela mulher que estava com ele e o matou.

10
Ela fugiu com o dinheiro, e ainda por cima tentou fazer parecer como se ele tivesse tirado a própria vida, quando na verdade trata-se de um homicídio, e seu clone está ali vendo toda a cena.
Tenho algumas teorias sobre quais filmes talvez tenham sido influência para esse MV. O clone na realidade queria o mostrar o que estava acontecendo, como em Os Fantasmas de Scrooge. Mas, por tratar-se dele mesmo, temos Clube da Luta, onde são duas personalidades de uma pessoa causando aquele caos. A referência ao filme Feitiço no Tempo é apenas para citar a possibilidade de um loop temporal. E também podemos fazer paralelos com Dark, a série da Netflix.
O MV parece ser uma bagunça, mas é muito bem produzido e a música é maravilhosa. Fiquei surpresa com os elementos que apareceram, além do jogo de câmera e de corte que fizeram. Passaria tranquilamente o dia defendendo que o clone queria evitar que eles fossem mortos para continuarem falsificando dinheiro, e no final eles fugiriam para os Estados Unidos fugidos.
E o que você acha?

Estela

Written by Estela

Comments

Comente

Loading…

0

Stray Kids divulga vídeo introdutório do novo álbum ‘[INTRO “IN生”]’

BTS leva a oitava vitória com Dynamite no Music Bank de hoje