in ,

[Aviso de Gatilho: Crimes Sexuais] Criador do Welcome to Video solto após 18 meses

A sentença branda demais para crimes sexuais na Coreia do Sul são quase uma proteção para quem comete esse tipo de crime

Closeup of a black computer keyboard and END button

Hoje (06) em Seul, Son Jung-Woo foi solto após dezoito meses preso. Esse é o tempo de prisão sentenciado a um trabalhador comum que rouba uma caixa de ovos na Coreia do Sul, então você provavelmente está se perguntando o que Son Jung-Woo roubou para passar dezoito meses na prisão, certo?
Nós poderíamos dizer que Son Jung-Woo efetivamente não roubou nada físico, não tirou nada de uma prateleira em um mercadinho, porque o que Son Jung-Woo roubou foi muito maior que qualquer bem material.

Son Jung-Woo era o dono do maior site de pornografia infantil já existente na deep web – Welcome To Video -, no qual ele lucrou $4 Milhões de dólares, e continha um acervo de 8 terabytes de pornografia categorizada por “já anda/engatinha e ainda não anda”, 250.000 vídeos de bêbes e crianças. Seu site era acessado por 1.26 Milhões de usuários, mas somente 337 suspeitos foram detidos ao redor de 38 países, desses 223 eram coreanos.
Além disso, somente 23 crianças que foram vítimas dos vídeos de Son Jung-Woo foram resgatadas no Reino Unido, Estados Unidos e Espanha.

Ele também foi indiciado por crimes em Washington, mas a corte sul-coreana decidiu hoje contra a extradição dele aos Estados Unidos. O Supremo Tribunal de Seul alegou que manter o suspeito na Coreia será mais útil para a luta do país contra a pornografia infantil.
Após isso, o pai de Son Jung-Woo agradeceu os três juízes que cuidaram do caso, e “prometeu” manter o seu filho longe de computadores. “Sinto muito pelas vítimas. Foi uma sábia decisão. Não é certo ficar do lado dele só porque é meu filho, ele deve ser punido pelos seus pecados,” acrescentou.

Em agosto de 2018 ele foi indiciado por um grande juri federal no distrito de Columbia, nos Estados Unidos, com nove acusações pelo seu massivo site de exploração sexual infantil. Um dos sete advogados de Son Jung-Woo exigiu que a Coreia do Sul garantisse que ele não fosse punido nos Estados Unidos, e citou as leias coreanas que proíbem a punição dupla por uma mesma atividade criminosa. Suas apelações eram que ele fosse julgado e punido pelos crimes na Coreia do Sul, onde as sentenças para esse tipo de crime são muito mais brandas.

Pai de Son Jung-Woo falando à imprensa

No início de maio, o pai de Son apresentou uma queixa contra o filho pelo que ele argumentou ser uma violação das leis que proíbem que receitas provenientes de atividades criminosas sejam ocultadas. A medida foi amplamente vista como uma tentativa de interromper a extradição, fazendo com que ele enfrentasse um processo legal na Coréia.

Son Jung-Woo operou o Welcome To Video de junho de 2015 a março de 2018, quando o mesmo foi retirado do ar pela polícia, e hoje ele está solto.

Após apenas dezoito meses preso. O maior site de pornografia infantil existente no mundo.

Não é de hoje que se traz à tona a brandeza das punições da justiça sul-coreana para os crimes sexuais digitais, tornando o molka – vídeos feitos com câmeras escondidas para vender conteúdo sexual de mulheres – uma das formas mais comuns de pornografia dentro do país. Um caso recente que ainda não teve resolução foi o Nth Room, salas pagas de pornografia criadas no aplicativo de mensagens Telegram, e tinha por volta de 260 mil homens como usuários.

Dois suspeitos já foram presos, mas no dia 3 de Julho a corte sul-coreana também acatou o pedido de um homem de 38 anos, suspeito de ser um dos usuários do Nth Room, para que não tenha a sua identidade revelada.

Avatar

Written by Lun Rezende

Comments

Comente

Loading…

0
BTS Adele iTunes

BTS quebra o recorde de Adele com a maior quantidade de #1 no iTunes

SM adia Red Velvet

SM adia lançamento do mv da sub-unit de Irene e Seulgi (Red Velvet)