in

CEO da Pledis é acusado de receber indevidamente por royalties do IZ*ONE

CEO da Pledis acusado de ter se apropriado indevidamente de royalties do IZ*ONE

Han Sung Soo, CEO da Pledis Entertainment, é acusado de ter se apropriado indevidamente de royalties sobre as músicas do IZ*ONE.

Segundo matéria publicada no Dispatch, o CEO estaria recebendo pela co-autoria de oito faixas do IZ*ONE, registradas sob o nome de sua esposa, So Jay. Além de músicas como “Violeta”, “Pink Blusher”, “Destiny” e “Open Your Eyes”, So Jay está nos créditos de “We Together”, lançada em 2018 no primeiro mini álbum do grupo. Porém, “We Together” foi inicialmente escrita para o programa Produce 48, e, na versão original registrada um mês antes, So Jay não estava entre os autores.

So Jay é produtora visual, e não tem nenhuma experiência em composição musical. Han Sung Soo é acusado pela reportagem de usar o nome da esposa como uma “funcionária fantasma” para receber duas vezes por seu trabalho, já que ele também era produtor geral do IZ*ONE até março deste ano.

A Pledis Entertainment publicou um comunicado afirmando que Han Sung Soo participou das produção das músicas, e que a decisão de utilizar o nome da esposa partiu dele. O próprio CEO se pronunciou, dizendo “eu participei pessoalmente do processo de criação das músicas. Apesar disso, foi errado receber os royalties através do nome de minha esposa.” Ele declarou que não se trata de desvio ou evasão de taxas, “eu só queria ser compensado pelo meu trabalho e reconhecido pela minha participação, mas não pensei direito. Peço desculpas.”

Avatar

Written by Laura Ricci

Comments

Comente

Loading…

0
Stray Kids TOP

Stray Kids lança mv cheio de ação para a versão japonesa de TOP

Review – ‘Fantasia X’ (Monsta X)