in

Chosun Ilbo responde à declaração do Ministério da Justiça de que o jornal teria influenciado a investigação do caso de Jang Ja Yeon

Em 20 de maio, Chosun Ilbo, um importante jornal sul-coreano, divulgou uma declaração oficial sobre as conclusões do Comitê de Assuntos Exteriores do Ministério da Justiça.

Mais cedo, no mesmo dia, o Comitê de Assuntos Exteriores tomou a decisão de continuar reinvestigando o caso de abuso sexual de Jang Ja Yeon. Como parte de sua decisão, e com base no relatório apresentado pela Equipe de Investigações de Assuntos Passados, a comissão concluiu que durante a investigação de 2009, logo após a morte de Jang Ja Yeon, Chosun Ilbo havia pressionado a polícia a não investigar muitos os membros de seu alto escalão.

Segue a declaração do jornal Chosun Ilbo:

“Em 20 de maio, o Comitê de Assuntos Exteriores do Ministério da Justiça concluiu que Chosun Ilbo pressionou a investigação de 2009 sobre o caso de Jang Ja Yeon. No entanto, esta conclusão, assim como as alegações unilaterais feitas por certas pessoas trabalhando na investigação, são completamente falsas.

1) Não há absolutamente nenhuma verdade na alegação feita pelo ex-comissário da Agência da Polícia Provincial de Gyeonggi, Cho Hyun Oh. Cho Hyun Oh afirmou que Lee Dong Han, o principal repórter da Chosun Ilbo na época, tinha ido ao escritório de Cho durante a investigação de 2009, a fim de pressioná-lo. Isso é completamente falso e Lee Dong Han nem sequer conheceu Cho Hyun Oh até depois da investigação.

Chosun Ilbo, assim como o CEO da Chosun News Press, Lee Dong Han, entraram com uma ação de difamação contra Cho Hyun Oh. Estamos atualmente também no decorrer de um processo civil sobre isso.

2) Não há absolutamente nenhuma verdade na alegação feita pelo ex-comissário da Agência Nacional de Polícia, Kang Hee Rak. Kang Hee Rak afirmou que ele foi pressionado por Lee Dong Han, como o principal repórter do Chosun Ilbo, durante a investigação de 2009. É verdade que Lee Dong Han se reuniu com o ex-comissário Kang Hee Rak durante a investigação, mas tudo o que foi dito foi um pedido para revelar os resultados da investigação o mais rápido possível. Isso porque Bang Sang Hoon, o presidente da Chosun Ilbo que não tinha conexão com o caso Jang Ja Yeon, tinha sido envolvido em rumores online e se tornou alvo de difamação na época.

Na época, o ex-comissário Kang Hee Rak recusou o pedido para revelar rapidamente os resultados da investigação. A polícia e o Ministério Público levaram quatro meses para concluir a investigação e concluíram no final que Bang Sang Hoon não tinha nada a ver com o caso de Jang Ja Yeon.

Lamentamos muito que, devido a essas alegações unilaterais, Chosun Ilbo tenha sido retratado como uma parte que tenha influenciado injustamente as investigações policiais. Nós da Chosun Ilbo pretendemos corrigir esses mal entendidos e recuperar a nossa reputação através de meios legais, se necessário.”

Um dos ex-repórteres de Chosun Ilbo já havia sido acusado de agredir sexualmente Jang Ja Yeon. A Equipe de Investigações de Assuntos Passados ​​também questionou o ex-CEO de uma empresa relacionada, a TV Chosun, bem como o tio do CEO.

Avatar

Written by Priscylla Piucco

Comments

Comente

Loading…

0

Kim Go Eun e Lee Min Ho serão os atores principais no novo drama de fantasia de Kim Eun Sook

Kyuhyun não retornará ao Radio Star