in

Goo Hara depõe no caso de Choi Jong Bum

Em 18 de julho, o Tribunal Distrital Central de Seul realizou o terceiro julgamento de Choi Jong Bum, acusado de violar a Lei de Casos Especiais Relativos à Punição de Crimes Sexuais (filmando partes do corpo sem consentimento), agressão física, intimidação (chantagem), coação e destruição e danos à propriedade. Ele negou todas as acusações, exceto destruição e danos à propriedade em seu primeiro julgamento.
⠀⠀⠀
Anteriormente, Choi Jong Bum e Goo Hara se envolveram em uma briga física em que ele machucou os braços e pernas da cantora. Também foi revelado que ele havia tirado fotos de suas costas e pernas sem que ela soubesse e forçou Goo Hara a fazer com que seu CEO se ajoelhasse na frente dele. Ele também foi acusado de ameaçar vazar um vídeo sexual, embora ele não tenha realmente feito isso.
⠀⠀⠀
O terceiro julgamento teve a participação de Choi Jong Bum e Goo Hara. Também foram testemunhas a colega de quarto de Goo Hara e o CEO da sua agência. Como Goo Hara e sua colega de quarto solicitaram serviços de proteção às testemunhas, elas puderam testemunhar em isolado. Como o testemunho da colega foi em parte sobre agressão sexual, o interrogatório também foi autorizado a prosseguir em privado.

Quer saber mais sobre o mundo do kpop e cultura coreana? Siga nossas redes sociais e fique por dentro das últimas notícias: InstagramFacebookTwitter e Spotify.
Avatar

Written by Priscylla Piucco

Comments

Comente

Loading…

0

NCT 127 vai lançar versão em inglês de “Highway To Heaven”

PENTAGON lança o vídeo da coreografia de “Humph!”