in ,

GosteiGostei AmeiAmei TristeTriste InteressanteInteressante arrasouuuarrasouuu

Kwon Mina revela ter sofrido bullying nos anos em que esteve no AOA [Aviso de gatilho]

Atriz confessou que deixou o grupo por não suportar mais o que sofria por parte de outra integrante

mina jimin aoa

AVISO DE GATILHO: suicídio e automutilação

Kwon Mina, ex-integrante do AOA e hoje solista e atriz, fez uma série de postagens preocupantes em seu Instagram pessoal. Ela revelou que deixou o AOA em 2019 porque sofria bullying de outra integrante do grupo, a líder Shin Jimin.

Ontem, a atriz publicou a imagem de uma mensagem que recebeu, de alguém a xingando e a mandando “sumir”. Mina, que atualmente está em hiato – segundo sua agência, para tratar de um problema na pele – postou um texto em uma linguagem aparentemente desconexa, desabafando tudo o que passou nos últimos anos.

https://www.instagram.com/p/CCKogOSn4Sx/?utm_source=ig_web_copy_link

“Eu queria sumir, mas preciso tomar conta da minha mãe. Ah, eu vou receber tanta DM me chamando de burra. Vocês estão certos. Eu sou burra, e nunca aprendi nada na vida. Eu tive que ganhar dinheiro muito nova por causa da situação da minha família. Quando meu pai morreu, eu estava chorando no camarim e uma unnie [uma mulher mais velha que ela] me arrastou pro closet e me mandou parar de chorar porque eu estava acabando com o clima, e eu tentei falar pra ela que eu estava com medo. Eu tentei falar que estava com medo porque meu pai estava morrendo. Eu nunca vou esquecer o que ela falou para mim. Se tinha mais bullying? Mais palavras duras? Tudo bem. Foi tão marcante, mas nós entramos no mesmo carro logo depois e eu me forcei a dormir, tomando calmantes e tranquilizantes. Eu tinha que cumprir minha agenda, mas eu sentia que estava quebrando. Eu tentei me matar uma vez por causa dela.

Honestamente, eu estou bem mesmo que vocês nunca me respeitem como idol ou como atriz. Eu sei que sou péssima, eu não sou boa em nada. Mas eu estava muito feliz, e tentei o meu melhor. Eu amo trabalhar com isso. Eu nunca me estressei por ser uma idol, e, de verdade, eu nunca quis deixar o AOA; mas por causa dessa pessoa que me odiava, no fim, desisti do AOA. Eu me divertia  muito nas promoções com as outras integrantes. Mas há um tempo, o pai daquela unnie faleceu, e eu me senti tão triste, e estranha. Pelo menos eu sei exatamente como é a sensação. Quando eu cheguei  no funeral ela veio até mim chorando, me falando que sentia muito. Me senti tão vazia, meu coração partiu de verdade.

Tudo passou depois desse dia. Me senti bem, parei de me sentir culpada, mas eu já estava quebrada demais. Eu tenho medo. Estou tirando um tempo para mim. Queria aprender algumas coisas, talvez tentar tratar a depressão e ansiedade. Mas parece que mesmo durante um hiato, tudo acontece.

Eu estou tão cansada. Você sabe o que os netizens [como chamam os comentaristas anônimos na Coreia] falam online? Como eu não sei nem quem eu sou, ninguém entende quem eu estou tentando parecer, ninguém quer ver minha cara ou ouvir minha voz, essas coisas. Mas, na verdade não é como se eu quisesse ter nascido, e eu tenho uma boca, eu tenho mãos, mas eu não posso me controlar mais. E eu preciso viver pela minha mãe.

Tudo bem se você não gosta de mim, e tudo bem se você não quer saber de mim. Mas você não poderia só me deixar em paz? Porque eu já entendi que é tudo culpa minha.”

 

Uma hora depois ela postou apenas uma tela preta, e elaborou na questão do bullying que sofria no AOA, especificamente na ocasião que seu pai estava em estado terminal e ela sentia que não teria apoio para visitá-lo ou mesmo para viver seu período de luto.

“Por que eu escrevi sobre aquela unnie no AOA. Eu sabia que meu pai ia morrer, me disseram que ele estava no estágio terminal de um câncer no pâncreas.

Mas naquela hora eu estava com medo dela gritar comigo de novo. Eu tinha um trabalho como atriz que eu estava fazendo, e nós tínhamos um comeback, então eram muitos compromissos e eu não queria atrapalhar as outras. Eu tinha que decorar minhas falas e parecer feliz, então eu achei que não devia pensar no meu pai porque eu tinha que trabalhar. Eu nem podia ir visitar ele, porque se eu o visse só pele e osso nos estágios finais do câncer, eu ia acabar chorando. Minha irmã mais velha me ligou e disse que meu pai não conseguia mais falar direito, mas ele queria me ver.

Mas, na minha cabeça, eu pensava ‘e se eu chorar no meio das apresentações, e se a unnie gritar comigo de novo?’ Eu era muito nova e achava que aquilo era o certo. Eu tinha muito medo de tomar bronca, mas do que qualquer coisa. Então eu tinha como visita-lo mais vezes, mas eu não fui. E quando meu pai fechou os olhos eu só o deixei partir.

Do lado dele tinha um sketchbook onde ele escrever ‘cadê minha filha?’ para mostrar para a enfermeira, mas eu não podia ir porque estava trabalhando. Mas eu ouvi falar que eles deixaram a família da unnie em um quarto VIP, e ela cancelou todas as atividades. Eu espero que não seja verdade. A unnie devia ter aguentado tudo como uma profissional, também. É melhor não chorar, viu? Vai acabar com nosso humor. Foi você quem disse que ninguém tinha que se preocupar por minha causa. Eu espero que a unnie supere isso também. Eu nunca vou esquecer o que você me disse, o que você fez comigo, eu lembro de tudo, por mais que estava tudo confuso agora.

Sempre que eu me lembro das outras coisas, eu tomo remédios e sigo em frente. Mas acho que o negócio com meu pai vai ficar para sempre comigo. Para a unnie, foi só algo que você disse no calor do momento, mas para mim, é uma cicatriz.

No final, quando nós tínhamos uns 5 minutos para conversar antes de eu ir embora, eu te contei tudo. E então você olhou bem para mim e disse ‘Eu não acho que sou filha da **** a ponto de falar uma coisa dessas?’ Mas outra integrante teve a coragem que eu não tive e falou que sim, você disse isso, unnie. Eu estava tão chocada, não consegui falar mais nada. Só pensei ‘ela é humana?’ E foi aí que eu disse adeus. Mas até agora, ninguém sabe. Nem eu, nem as outras integrantes. Por que você me odeia tanto?”

 

Neste ponto, como Mina não havia citado nomes, os fãs apenas especulavam que esta integrante mais velha seria Jimin. Mas logo a líder se manifestou, postando em seu stories a palavra “ficção” em coreano, e apagando logo em seguida. Mina fez mais uma postagem respondendo a ela, deixando claro que era da mesma que falava.

mina jimin aoa

 

“Eu contei um caso de 10000000000. Não fale que é ficção, unnie, você vai ser punida. Eu tenho evidências e testemunhas. Desculpa, mas não tem essa de ‘ouvir os dois lados da história’, eu não fiz nada de errado.

Outra vez, perto do fim, eu fiz aquele procedimento no couro cabeludo e a anestesia não estava passando, então eu liguei para avisar que ia me atrasar para o ensaio. Mas assim que eu escutei a voz dela, eu sabia que ela ia surtar, então nem fui para o estúdio de dança. Eu também tentei me matar desse dia. Essa foi a por coisa que eu fiz.

Agora, que eu contei o que eu fiz de errado, devo contar o que a unnie fez? Tem tanta coisa, dá até preguiça de escrever. Mas, unnie, se você tem uma consciência… pra que falar que é ficção e depois apagar, unnie? Tente falar de novo que é ficção, você deve ter muita gente por perto que não está entendendo nada. Afinal, naquela vez você também disse que não lembrava daquilo, que você não seria filha da **** de dizer algo assim. Não é? Deve ser tão bom esquecer as coisas com essa facilidade. Dizem que a pessoa que agride nunca se lembra do que disse. Por favor, esquece isso também, unnie. Por favor. Afinal de contas, mesmo se você visse meu pulso agora, você provavelmente não ia sentir nenhuma culpa. Aposto que você ia me xingar na minha cara.”

 

Mina também postou uma foto de seu pulso com cicatrizes de automutilação. Por isso, pedimos cuidado para quem decidir visitar seu perfil no instagram. Seus fãs estão fazendo uma campanha para que ela receba mensagens de apoio. Abaixo, algumas frases em coreano que podem ser usadas:

힘내세요 (seja forte)

괜찮아요 (está tudo bem)

행복하세요 (por favor fique bem)

힘내요 (ânimo)

늘 우리에게 빛이 되어주고 우리의 얼굴에 미소를 띄워줘서 고마워 (obrigado por ser nossa luz e sempre nos fazer sorrir)

 

Até o momento desta publicação, Mina postou mais quatro vezes. Ela revelou que após tentar suicídio com pílulas para dormir, ela tentou falar a FNC Entertainment, e dizer que sofria bullying da líder do grupo, mas a agência não deu atenção ao seu problema. Sua última postagem, de oito horas atrás, diz:

“A todos que estão sofrendo por causa de alguém: lutem. Não guardem nada. Falem com alguém. Remédios para dormir? Não entrem nessa. É um caminho sem volta. Não vivam como eu. Não guardem tudo dentro de si. Façam tudo o que quiserem, e se expressem. Por favor, vivam assim.”

 

Até o momento, Shin Jimin e a FNC Entertainment não se pronunciaram sobre o caso.

Esperamos que Mina tenha usado este espaço só para desabafar, e que esteja bem neste momento. Que logo ela possa ler todas as mensagens de apoio que recebeu, e entenda como é corajosa.

 

ATUALIZAÇÃO 19h45: Mina fez um novo post em seu Instagram pedindo desculpas por causar preocupação. Ela disse que as pessoas envolvidas foram até sua casa para conversar, e que ela eventualmente ficará bem.

“Em primeiro lugar, quero pedir desculpas por não controlar minhas emoções e causar toda essa confusão. Eu sei que causei problemas a muitas pessoas, e sinto muito por isso. E eu sei que a mídia deve ter divulgado isso tudo, mas algumas pessoas talvez não quisessem ter visto todos os detalhes mais perturbadores. Muita gente veio até minha casa. Eu sinto muito por preocupar a todos. Afinal de contas, eu sou uma celebridade, portanto algumas coisas que eu disse que fiz não deveriam ter acontecido. Desculpem-me, mesmo.

Há algumas horas, todas as integrantes [do AOA] e os staffs vieram aqui. Nós sentamos e conversamos. No começo eu estava bem incomodada, porque Jimin estava transtornada. Eu perguntei se ela tinha vindo pedir desculpas ou brigar comigo. Jimin ficava pedindo para pegar uma faca, dizendo ‘vai resolver a situação se eu sumir?’ Mas conseguimos nos sentar e conversar. Ela diz que não se lembra de nada. Eu contei tudo o que me lembro. Claro, eu não estava em uma boa situação mental na época, então não me lembro de detalhes. Mas eu olhei nos olhos dela e expliquei tudo o que ela fez comigo. Ela não se lembrava. Aparentemente, ela achava que nós tínhamos feito as pazes no funeral do pai dela. Eu entendo, se ela realmente não se lembra do que fez, mas pediu desculpas assim mesmo, acredito que ela pense que tudo estava resolvido. Mas era um funeral. Eu fui até lá por respeito, e para apoiá-la pelo menos naquele dia. Como que um dia iria resolver 11 anos de dor? E mais, nós não conversamos sobre nada que aconteceu. Como iríamos, eu um lugar como aquele? Então, naquele dia, eu foquei apenas em consolar ela. No dia seguinte, voltei a ser eu mesma. Não dá pra consertar o que se quebrou de um dia para o outro. De qualquer forma, eu falei tudo isso para ela, e depois de um tempo Jimin começou a pedir desculpas, sem parar. Então… ela pediu desculpas, e eu aceitei. Ela foi embora.

As outras integrantes e eu conversamos mais um pouco. Prometi a elas que eu vou me esforçar para melhorar, e não tomar nenhuma decisão drástica. Eu tenho certeza que os pais de nós duas estão olhando por nós agora. Eu não vou mentir… quando Jimin apareceu na minha porta, não parecia que ela se sentia nem um pouco culpada. Mas ela não parava de pedir desculpas. Eu a escutei, mas… não sei como explicar. Eu não acho que ela estava sendo sincera. Mas eu posso estar enganada por estar sentindo raiva dela. Talvez eu estivesse vendo só o lado ruim dela. Ela podia estar sendo sincera, então não irei tirar conclusões.

Enfim, eu quero encerrar esta história. Irei me acalmar, e procurar ajuda profissional. Vou tentar o meu melhor. E eu nunca mais irei causar uma confusão como esta. Eu sinto muito, mesmo. Irei me esforçar para melhorar a cada dia. Eu sei que ainda não vejo Jimin com bons olhos. Mesmo neste post. Eu admito. Eu mal me lembro das desculpas dela. Só consigo lembrar dela aparecendo tão irritada na minha porta. Mas como eu disse, eu sinto raiva, não posso evitar… não posso mudar isso tão rápido. Mas vou tentar. Eu não irei mais falar disso, não irei mais postar sobre isso, nem ficar remoendo. Eu nem sei se o que eu andei escrevendo fez algum sentido. Enfim, me desculpem.”

 

Se você sentir que está com pensamentos negativos, procure ajuda imediatamente. O CVV (Centro de Valorização da Vida) atende o país todo gratuitamente, em qualquer horário.

http://www.cvv.org.br

Telefone: 188

E-mail: atendimento@cvv.org.br

Avatar

Written by Laura Ricci

Comments

Comente

Loading…

0

Kai, do EXO, confirma debut solo

Stray Kids: Pedido de Desculpas no Instagram