in

O rapper Kingchi Mane admite participação em grupo misógino e será cortado do ‘Show Me the Money 8’

Em 10 de agosto, um post na página da Comunidade da Universidade de Hanguk de Estudos Estrangeiros recebeu muita atenção depois que foi revelado que Kingchi Mane fazia parte de uma sala de bate-papo que assediava sexualmente as mulheres.

O post afirmava que a sala de bate-papo, intitulada de ‘Mad Max Room’, consistia em 11 membros, incluindo Kingchi Mane, e era usada para classificar as mulheres e falar sobre elas de maneira depreciativa.

Kingchi Mane divulgou um comunicado em 11 de agosto, reconhecendo que participava de tal grupo e afirmando que tinha usado o chat para falar sobre suas fãs de maneira depreciativa, e que “peço desculpas profundamente àqueles que foram ofendidos ou feridos por minhas palavras inapropriadas. Estarei refletindo e usando este incidente para me concentrar no que preciso melhorar”. Ainda disse que este incidente aconteceu em 2017, antes de iniciar sua carreira musical.

Representantes do ‘Show Me the Money 8’ afirmaram que irão editá-lo do programa o máximo que puderem.

Quer saber mais sobre o mundo do kpop e cultura coreana? Siga nossas redes sociais e fique por dentro das últimas notícias: InstagramFacebookTwitter e Spotify.
Avatar

Written by Priscylla Piucco

Comments

Comente

Loading…

0

EXID comemora aniversário de 7 anos

Lay cancela contrato com a Samsung