in ,

AmeiAmei arrasouuuarrasouuu

Stray Kids quebra as barreiras virtuais em show online

‘GO LIVE IN LIFE’: Com um repertório de mais de vinte músicas, o Stray Kids completou nessa madrugada (22) o seu primeiro show online

Esse ano não foi o ideal para o mercado do entretenimento. Infelizmente, em um ano onde o todos aguardavam ansiosos pelas turnês mundiais dos seus grupos favoritos de K-Pop, a pandemia do COVID-19 desfez todos os planos e contatos que já estavam assinados. Tivemos artistas cancelando turnês inteiras, grupos adiando shows para o próximo ano, e tudo com base em incertezas e promessas que podem não ser cumpridas. Diferente do mercado musical ocidental, o K-Pop ainda se mantém em boa parte com a venda de álbums mesmo com as plataformas de streaming, mas é inegável que seu maior lucro vem de shows internacionais. Alguns dos maiores artistas de K-Pop que lotam venues pelo mundo não tem tanta demanda dentro da própria Coreia do Sul.

É o caso do boy group de uma das maiores empresas de entretenimento coreanas, o Stray Kids da JYP Entertainment.

Sem turnês em vista, o Stray Kids lançou esse ano a compilação com músicas regravadas ‘SKZ2020’, o single ‘Step Out of Clé’ com versões em inglês de algumas músicas, a Mixtape ‘On Track’, fez a trilha sonora do anime Tower Of God (com ‘TOP’ e ‘Slump’), do drama Pop Out Boy! com a música ‘Hello Stranger’, lançou o álbum completo ‘GO LIVE’, o seu repackage ‘IN LIFE’ (com 8 músicas inéditas) e seu primeiro álbum japonês, ‘ALL IN’. Sem contar as inúmeras lives e MVs que o grupo lançou, deixando os Stay – nome do fandom – bastante ocupados e entretidos durante a quarentena. Com todas essas músicas e performances novas em mãos, o Stray Kids anunciou no mês passado o seu primeiro show online pela plataforma Beyond LIVE.

A Beyond LIVE é uma parceria entre a SM Entertainment, a JYP Entertainment e a NAVER que foi estabelecida em Julho deste ano. A plataforma oferece tecnologia de multi-câmeras, realidade aumentada e e aspectos interativos que tornam o show online algo muito maior que uma simples live. Com ingressos a $29.99 – algo entre R$160 – 170 reais – o ‘GO LIVE IN LIFE’ teve a participação de fãs do mundo inteiro, uma das vantagens dos eventos realizados online.

Era três da manhã para o público Stay brasileiro quando o Stray Kids abriu o show, usando um VCR da turnê e performando a icônica ‘District 9’, sua música de estréia. As apresentações seguiram com uma versão de ‘Side Effects’ com temas vampirescos e teatrais, seguida de ‘Victory Song’. Foi quando o grupo fez uma pausa para conversar com os fãs, tanto os que somente assistiam quanto os que tiveram a sorte de entrar no sorteio que os colocou nas telas ao redor do palco. Aliás, os fãs eram uma interação à parte, com uma Stay fantasiada de Cookie Monster – uma brincadeira com o líder Bang Chan – e uma usando cartolina e tinta facial para criar uma personificação do lightstick do grupo. Menos de dez minutos do começo do show, e os nomes de todos os integrantes já estavam entre os assuntos mais falados do Twitter.

Apresentação de ‘Side Effects’

O grupo seguiu o show com ‘Double Knot’, ‘M.I.A’ e surpreendeu os fãs com a performance na água de ‘Wow’, música da unit de dança do Stray Kids (Lee Know, Felix e Hyunjin). Os dois vocais principais do grupo – I.N e Seungmin – junto com o rapper Changbin apresentaram ‘My Universe’, e o grupo se reuniu novamente em um cenário de navio pirata para cantar a ‘Mixtape #4’ e ‘Blueprint’. Essas foram performances pré-gravadas e seguidas de mais um VCR da turnê, dando tempo para uma troca de figurino, uma água e uma respirada para fãs que perderiam o fôlego assim que o grupo voltasse.

(esq. para dir.) Lee Know, Felix e Hyunjin apresentando ‘Wow’

Foi a vez de ‘God’s Menu’, que provavelmente será a apresentação mais comentada do show junto com ‘Wow’. Conhecidos por receber críticas constantes sobre o seu som mais experimental e inusitado, muitos dizem que as músicas do Stray Kids são somente um amontoado de barulho de construção e batidas de panelas. E foi usando dessa crítica que de modo inteligente a versão que apresentaram de ‘God’s Menu’ incluía percursão feita com panelas e facas em tábuas de madeira. Cordenados e sem perder uma batida sequer, o grupo impressionou e tirou da cadeira qualquer um que estivesse assistindo. O nivel de criatividade tornou o show uma performance interessante, e não só uma reprodução ao vivo das faixas gravadas nos álbums. Por duas horas e meia o Stray Kids deixou o telespectador na beira da cadeira, esperando e ansiando por surpresas e mudanças nas músicas já tão conhecidas do público.
Outra novidade veio com a versão coreana de ‘ALL IN’, originalmente em japonês. Mais uma música que não deixa ninguém parado. O grupo respirou na sequência com uma conversa com os fãs. As expressões dos integrantes do Stray Kids eram de completa felicidade, mostrando entrosamento e carisma, não só para com os fãs mas também entre eles, dando a sensação de que eles estavam se divertindo mais do que trabalhando. Diferente da maioria dos grupos onde a empresa escolhe quem trabalhará junto, o Stray Kids se escolheu.

Os oito integrantes já treinavam juntos por escolha própria antes de conseguirem debutar. Primeiro com o trio de produtores – Bang Chan, Han e Changbin – denominados 3RACHA, e depois com os outros integrantes se juntando a eles. O Stray Kids foi escolhido para debutar depois de uma batalha com o que agora é o grupo femino ITZY, da mesma empresa. Inicialmente com nove integrantes, o Stray Kids é um grupo de oito desde o final de 2019.

(esq. para dir., cima) I.N, Bang Chan, Changbin. (esq. para dir., baixo) Lee Know, Han, Felix, Hyunjin (faixa) e Seungmin

Para acalmar um pouco os ânimos, após o ment as baladas ‘EX’ e ‘I Am YOU’ trouxeram lágrimas aos olhos dos fãs, que logo as secaram para assistir mais uma performance pré-gravada, ‘We Go’ do 3RACHA. Depois pudemos ver a performance de ‘Easy’ e a divertida versão de ‘My Pace’, com os meninos do Stray Kids se divertindo e brincando entre si. A pausa foi para ler as mensagens dos fãs, falar sobre como era triste não estarem fisicamente junto com os Stay, perguntar o que eles estavam comendo enquanto assistiam ao show, ler as plaquinhas de mensagem e tirar foto com as telas repletas de fãs. Foi uma despedida, dpois disso eles encerrariam o show com ‘Back Door’, ‘Boxer’, ‘Hellevator’, ‘Miroh’ e ‘TA’. Ao final das apresentações, os fãs foram agraciados com os vídeos da performance da versão coreana de ‘ALL IN’, e o vídeo da performance de ‘TA’. Após o show, o grupo ainda passou um tempo conversando com os fãs em uma live exclusiva. Para quem comprou o ingresso do show, o replay estará disponível em Janeiro.

O primeiro show online do Stray Kids terminou com um gostinho de que esse foi só o começo. A sensação não foi a de assistir a um show atrás de uma tela, mas a de estar em uma platéia, vendo os artistas a alguns metros de distância. As interações, brincadeiras entre os artistas e o público, os cenários e o carinho presente nos olhos de cada um quando falava com os fãs foi mais real do que uma live. É possível entender porque o Stray Kids cresce mais a cada lançamento, porque fala diretamente com os fãs, e passa uma honestidade e autenticidade que são únicas de um grupo que expõe seus sentimentos reais em cada uma de suas músicas.

Que venha 2021, e que o Beyond LIVE siga firme para proporcionar aos fãs que não tem acesso às turnês mais momentos assim.

Avatar

Written by Lun Rezende

Comments

Comente

Loading…

0
BTS Life Goes On

BTS está de volta com o MV de “Life Goes On”

BTS é o primeiro grupo de kpop indicado ao Grammy